fbpx

PIX: As vantagens para os motoristas autônomos

Nos últimos meses vimos uma enxurrada de propagandas, divulgação nas redes sociais e matérias em jornais e na TV sobre o novo método de transação financeira desenvolvido pelo Banco Central e que irá revolucionar a forma que hoje recebemos e efetuamos pagamentos e transferências em nosso dia-a-dia.

Mas afinal, o que é PIX?

Até hoje os bancos ofereciam algumas formas de movimentações bancárias, do tipo TED, DOC, Boleto e movimentações com máquinas de cartão de crédito e débito. O problema de todas elas é que além de limitação de horários o dinheiro movimentado leva um tempo para cair na conta, sem contar que em alguns bancos e de acordo com o pacote de serviços que você contratou o custo pode ser alto.

O Pix nada mais é do que mais uma forma de fazer transferência de dinheiro, com a vantagem de não ter limites de horários e de forma instantânea, ou seja, o dinheiro vai para sua conta em segundos, independente se os bancos são diferentes.

Como posso usar o PIX?

O primeiro passo será utilizar o acesso digital da sua conta, e cadastrar as chaves PIX que podem ser:

  • CPF;
  • E-mail;
  • Celular;
  • Chave aleatória.

Após isso toda vez que for transferir um valor você precisará da chave da outra pessoa e para receber valores, informar uma das suas chaves para o pagador, exemplo:

Em uma viagem de taxi o passageiro deseja fazer um pagamento do serviço através do PIX, o taxista então informará a chave: CPF, Celular, E-mail ou Chave Aleatória – e o valor a ser pago, então o passageiro efetuará a transferência. O dinheiro cai na sua conta imediatamente. Esse serviço funciona 24 horas por dia, 7 dias da semana.

Isso se aplica a todas as categorias de vendas de serviços e produtos, Taxi, Vans escolares, Caminhoneiros, Supermercados, Farmácias e etc.

Ainda é possível gerar um QRCode para facilitar a transação, onde o pagador apenas apontando a câmera do celular efetuará o pagamento/transferência.

É seguro usar o PIX?

Todo o processo é feito dentro do ambiente do aplicativo do banco, protegido pela instituição. Vale ressaltar que as informações cadastradas no PIX serão armazenadas no Banco Central do Brasil protegidas sob a LGPD (Lei de Proteção de Dados).

Quais são os limites e custos para utilizar o PIX?

Cada instituição pode utilizar regras distintas quanto aos limites de quantidade de transações e valores, por uma questão de segurança e antifraude.

Quanto ao custo, as pessoas físicas poderão fazer transações sem custos adicionais, apenas as contas de pessoas jurídicas podem sofrer cobranças através de uma taxa fixa por transação, segundo o Banco Central, essas tarifas serão determinadas pelos bancos e instituições financeiras.

Ápia Veículos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: